Páginas

19 de jun de 2014

Diário de uma Paixão


Editora: Novo conceito
Edição: 1ª
Ano de lançamento: 2010
Páginas: 256


Sinopse: "Não sou nada especial; disso estou certo. Sou um homem comum, com pensamentos comuns, e vivi uma vida comum. Não há monumentos dedicados a mim e o meu nome em breve será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, isso sempre bastou." Noah Calhoun Assim tem início uma das mais emocionantes e intensas histórias de amor que você lerá na vida... O livro é o retrato de uma relação rara e bela, que resistiu ao teste do tempo e das circunstâncias. Com um encanto que raramente é encontrado na literatura atual, O Diário de uma Paixão de Nicholas Sparks, o consagra como um contador de histórias clássicas, com uma perspectiva excepcional sobre a mais importante e única emoção que nos mantém. Com mais de 12 milhões de cópias vendidas, o livro que emocionou as pessoas ao redor do mundo, foi traduzido para mais de 20 línguas.


Resenha:  Bom, pra começar eu nunca gostei muito de ler sobre romances, mais sempre ouvi falar sobre esse livro e queria saber o porque era tão famoso. Então comecei a ler despreocupadamente, e percebi que a leitura era rápida e fácil.

A Historia conta sobre um casal, Allie e Noah, adolescentes que em uma Férias de Verão acabam se conhecendo, e então se apaixonam verdadeiramente, mas então tiveram de se separar. 
Acabaram ficando 14 anos separados (se não me engano)
Nesses 14 anos, Allie ficou noiva de Lon. Tudo está perfeitamente em sua vida. Mas então ela viu no jornal uma materia sobre Noah, reformando a mesma casa de anos atrás, e resolveu visitá-lo. Então quando chegou lá, contou que estava noiva, e foi um momento embaraçoso, mas depois de um tempo eles começaram a relembrar o verão, e acabaram a começar a sentir algo novamente. No outro dia ela voltou a casa dele, e então se entregou, e eles dormiram juntos.
E é ai que o livro começa. 

Allie terá que escolher entre Noah e Lon. E aí acaba a parte em que eles ainda são jovens, e mostra que no fim das contas - como já era de se esperar - Allie escolheu Noah.

Depois de algumas páginas, eu comecei a achar interessante, Noah tinha que conquistar Allie todo dia, pois ela estava com Alzheimer, e Noah também estava doente, todo dia ele relia as cartas e o diario que escreveu pra ela. E Noah ficava chateado a maioria das vezes, porque Allie não lembrava deles e do que sentia.

E mais perto do final do livro vai ficando cada vez mais bem escrito, até que acaba de forma bela e um pouco abrupta. E eu confesso que foi um final emocionante, daqueles que faz mulheres chorarem (porém eu não chorei).

Em suma, é um bom livro pra quem gosta de romances, já eu prefiro livros com mais ação, mitologia, etc..


Uma frase do livro que eu gostei: "Não sou ninguém importante, apenas um homem comum, com pensamentos comuns. Eu levo uma vida comum. Nenhum monumento dedicado a mim. Meu nome logo será esquecido. Mas em um aspecto, eu obtive sucesso como ninguém jamais teve. Amei alguém de coração e alma. E isso sempre foi o bastante pra mim."





















Nenhum comentário:

Postar um comentário