Páginas

10 de ago de 2014

Puros

Editora: Intrinseca
Edição: 1
Páginas: 386
Ano de lançamento: 2012

Sinopse: Pressia pouco se lembra das Explosões ou de sua vida no Antes. Deitada no armário de dormir, nos fundos de uma antiga barbearia em ruínas onde se esconde com o avô, ela pensa em tudo o que foi perdido — como um mundo com parques incríveis, cinemas, festas de aniversário, pais e mães foi reduzido a somente cinzas e poeira, cicatrizes, queimaduras, corpos mutilados e fundidos. Agora, em uma época em que todos os jovens são obrigados a se entregar às milícias para, com sorte, serem treinados ou, se tiverem azar, abatidos, Pressia não pode mais fingir que ainda é uma criança. Sua única saída é fugir.


(não sei se da pra ler)

Resenha: Muito muito bizarro, assustador até, mas muito bom!
Eu estou morrendo já por ter que esperar o resto da coleção :(
Achei muito criativo o jeito que Julianna escreve, a forma de fundir as pessoas com tudo oque é possível, as formas que elas se fundiram, com o chão, animais, poeira.
Ta difícil eu conseguir falar deste livro, É totalmente diferente das minhas leituras, talvez seja o fato de nós deixar tão cara a cara com nossa realidade, foi o que mais marcou.
Eu vi tantas criticas por esse livro, que até não acreditei.
O livro inteiro é ótimo, cheio de mistérios e revelações. Os capítulos são revezados principalmente entre o ponto de vista da Pressia e do Partridge, mas há também pontos de vista de alguns personagens secundários, tornando a história bem diversificada.
Eu recomendo meeeeeeeeeeeeesmo!


"Queime um puro e respire as cinzas.
De suas entranhas, faça umas cintas.
Com seus cabelos, teça um cordão.
E de seus ossos faça um Puro sabão."








Nenhum comentário:

Postar um comentário