Páginas

12 de set de 2014

Eleanor & Park

Editora: Novo Seculo
Edição: 1
Páginas: 328
Ano de lançamento: 2014

Resenha: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.


Resenha: Eu tenho tanta vontade de entrar dentro desse livro e abraçar a Eleanor, tanta vontade de abraçar todos os irmãos dela.
Eleanor & Park é um livro muito lindo e muito triste. 
A leitura é intercalada entre falas de Eleanor e park, por isso é difícil de se cansar da leitura, por exemplo, eu li em um dia.
Só fiquei muito chateada com o fim que acaba praticamente em um mistério. 
As ultimas três palavras, alguns dizem que pode ser "I Love You", mas ninguém sabe.




Só o que faço quando estamos separados é pensar em você, e só o que faço quando estamos juntos é entrar em pânico. Porque cada segundo parece ser tão importante. E porque sou tão maluca, não me controlo. Não sou mais minha, sou sua; e se você resolver que não quer mais me ver? Como pode me querer como quero você?








Nenhum comentário:

Postar um comentário